Alta Genetics

Criar Valor, Construir Confiança e Entregar Resultados

Tudo sobre:

Notícias Alta Brasil

segunda-feira, 09 maio 2016

Alta completa 20 anos no Brasil e comemora como líder no segmento de inseminação artificial

A Alta completa nesse mês 20 anos no Brasil e os resultados são positivos. Em 2015 a empresa produziu seis milhões de doses de sêmen, além do recorde de 2014 que foi quatro milhões de doses vendidas no mesmo ano. Números como estes colocam a empresa como líder no segmento de inseminação artificial. “E ainda temos muito para crescer já que 89% das matrizes no Brasil não são inseminadas. Temos um longo caminho pela frente e estamos confiantes já que a Alta conta com uma equipe técnica qualificada que entende a realidade do mercado e busca as melhores opções”, destaca Heverardo Carvalho, Diretor da Alta.

A empresa, de origem canadense, atua em mais de 90 países com nove centrais de coleta: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, Holanda e China. No Brasil, a empresa está estrategicamente localizada em Uberaba/MG e recebe mais de 12 mil visitas por ano, sendo inclusive ponto turístico e conhecida pelos bonitos girassóis. A central tem capacidade de 300 touros e atende todas as exigências da Organização Mundial de Saúde Animal e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Tem ainda 88 escritórios regionais pelo País e 700 técnicos em campo. A empresa também faz parte da Koepon Holding, uma das maiores organizações privadas da agricultura e agronegócios do mundo, com um rebanho holandês de cinco mil matrizes.

Pensando no futuro, a empresa procura estar à frente do mercado e apresenta novidades para o desenvolvimento da pecuária brasileira: o Peak Genétics é um programa inovador e exclusivo da empresa. O principal objetivo é a produção de touros que se posicionem no topo da raça em potencial genético, suprindo assim a maior parte de demanda gerada pela Alta e parceiros. O programa tem ainda condição plena de manter fêmeas para serem as futuras doadoras e suprir o mercado global com a comercialização de embriões, bezerras e novilhas.

A Alta também passa a fornecer ao mercado colostro em pó para a bezerra, logo após o nascimento. É indicado em casos em que a quantidade de colostro materno seja inadequado para atender às necessidade de transferência passíveis ao bezerro. “O colostro também pode ser usado após o primeiro dia de vida como um ingrediente complementar para a alimentação dos recém-nascidos”, detalha Fabio Fogaça, Gerente de Leite Importado da Alta lembrando que este projeto é inédito no Brasil e já faz muito sucesso nos países já implantados – trata-se de um produto exclusivo da Alta.

Outro projeto importante é o ConceptPlus Corte. Este projeto exclusivo identifica os touros de maior fertilidade em programas de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). Cerca de 700 fazendas parceiras, com média de 550 inseminações cada, contribuem com informações para a central. Após a coleta, os dados são expostos a um criterioso método bioestatístico para reconhecer e validar o índice de fertilidade do touro. Atualmente há mais de 80 técnicos distribuídos pelo Brasil, sendo veterinários da equipe da Alta, autônomos e de fazendas parceiras que cedem as informações de IATF para compor a base do ConceptPlus. “A metodologia visa isolar a contribuição do touro na determinação da prenhez dos outros efeitos que influenciam a taxa de prenhez à IATF. É uma metodologia próxima ao “modelo touro” de um teste de progênie convencional que, por comparação, excluímos os efeitos ambientais e geramos valores que representam o potencial de fertilidade de cada touro”, afirma Manoel Sá Filho, Gerente de Programas Especiais da Alta.

“Esses projetos são um grande orgulho para a nossa companhia que busca cada vez mais ajudar o pecuarista a se desenvolver neste mercado. A pecuária brasileira passa por um bom momento, o agro continua forte no Brasil, sustentando a economia, e pensar nos animais engloba genética, nutrição, saúde animal etc.”, finaliza Carvalho.



Programas