Alta Genetics

Criar Valor, Construir Confiança e Entregar Resultados

Tudo sobre:

Notícias Alta Brasil

quarta-feira, 18 janeiro 2017

Alta repudia falsa imagem projetada para o agronegócio pela escola de samba Imperatriz Leopoldinense

Produtor rural merece ser respeitado e enaltecido

A Alta repudia de forma veemente a maneira como a escola de samba Imperatriz Leopoldinense colocou o agronegócio brasileiro, especialmente na ala 15 (Fazendeiros e seus agrotóxicos) em que incita um descomprometimento do produtor rural, gerando uma inverdade para a sociedade urbana sobre o trabalho desenvolvido no campo.

É importante reiterar que o agro salvou a economia do Brasil em 2016 contribuindo com mais de 23% do PIB (Produto Interno Bruto) e 30% dos empregos. Esses números revelam a legitimidade do sistema que produziu 186 milhões de toneladas de grãos, e exportou soja, milho, citros, café, açúcar, carnes (boi, frango e suínos), frutas, celulose/papel, tabaco etc., e equilibrou a balança comercial (saldo de US$ 72 bilhões).  A atividade agropecuária foi responsável por mais de 40% das exportações brasileiras e o PIB do agro cresceu 3% no último ano, frente a retração de 3,5% do PIB do Brasil. Imaginem o que teria ocorrido com nossa economia sem a participação do agro.

E não para por aí: o VBP (Valor Bruto da Produção Agropecuária) deverá ser de R$ 552,5 bilhões em 2017 (66% da lavoura e 34% da pecuária), 5,5% a mais que em 2016. O PIB agrícola deverá crescer de 2 a 3,8% frente a 0,5% do Brasil. A safra de grãos deve chegar a 213 milhões de toneladas (novo recorde), com incríveis 14,2% de aumento em relação a 2016 e a área plantada crescerá somente 1,4%. A agricultura ocupa somente 8% de nosso território, enquanto as áreas indígenas ocupam 13%. Com tudo isto, o Brasil mantem preservadas 61% de todas as florestas nativas, enquanto a média mundial não passa de 25%. O consumo médio de agrotóxicos nas nossas lavouras é de 5 kg de ingredientes ativos por hectare. Para comparação, países que muito nos criticam, consomem números muito superiores, tais como: Holanda 20,8 kg, Japão 17,5 kg e Bélgica 12 kg.

Esses números só comprovam o trabalho digno e responsável que vem do campo. Portanto, é inaceitável que não seja passada essa realidade para a sociedade brasileira e mundial (que também consome nossos alimentos já que o Brasil é um dos principais provedores de alimentos globalmente).

Existe sim um trabalho responsável e sustentável de produzir mais e com qualidade. Implementando sempre ciência e tecnologia, num ambiente seguro, baseado em pesquisa e avaliações rigorosas, por órgãos referências como MAPA, ANVISA, IBAMA, Embrapa, e por que não, empresas particulares e, claro, os produtores rurais.

Com certeza teremos dois dias maravilhosos de Carnaval, apesar da Imperatriz Leopoldinense. E também, com certeza, teremos 365 dias de boa comida, boa bebida e até bom combustível, graças ao AGRONEGÓCIO, que como sempre continuará brilhando.



Programas