Alta Genetics

Criar Valor, Construir Confiança e Entregar Resultados

Tudo sobre:

Notícias Alta Brasil

segunda-feira, 12 março 2018

1º módulo do Encontro de Gerentes e Capatazes 2018 reúne o principal elo da cadeia produtiva

O sucesso ou o fracasso de uma empresa depende de vários aspectos, e um dos principais em qualquer setor é a gestão. No agronegócio essa realidade não é diferente, pelo contrário, é até mais agravante. O conservadorismo de muitos produtores limita a implementação de inovações nas propriedades, sejam elas em relação à tecnologia, manejo, genética e principalmente gestão.

Preocupada com essa importante realidade da pecuária brasileira, a Alta, juntamente com a COAR, Empresa de Consultoria e Administração Rural realizou pelo quarto ano, o Encontro de Gerentes e Capatazes, com o objetivo de desenvolver habilidades e oferecer ferramentas gerenciais fundamentais para a gestão das propriedades. “Com mais conhecimento o produtor consegue produzir mais e consequentemente, ganhar mais dinheiro. Esse curso tem essa missão, levar conhecimento para gerentes, capatazes e proprietário, para que eles tenham condição de chegar na fazenda aplicar o que aprenderam aqui e colher ainda mais resultados. A pecuária precisa, disso, de pessoas mais eficientes e comprometidas com os resultados”, afirma Tiago Carrara, Gerente de Mercado da Alta Brasil.

Gerentes e Capatazes são responsáveis diretos pela sobrevivência e pelo sucesso de uma propriedade. É através da liderança exercida por eles, que os colaboradores vão se motivar a serem cada vez melhores. “Acredito que a principal dificuldade que a pecuária encontra hoje é mudar. Aceitar que a atividade precisa mudar para ser mais eficiente e precisa. Então, o objetivo do curso é capacitar, só assim as mudanças vão acontecer. Na minha opinião, essa turma é diferenciada. Só de estarem aqui, já mostra que estão em busca de mudanças e melhorias. E nós, estamos aqui para fazer isso acontecer, tornar os alunos cada vez melhores e deixar a pecuária cada vez mais competitivas”, ressalta Fernando Andrade, proprietário da COAR consultoria.

A primeira etapa do Encontro Gerentes e Capatazes reuniu de 08 a 10 de março, na central da Alta em Uberaba/MG cerca de 130 participantes e contou com palestras sobre: Gestão prática de uma fazenda de gado de corte, melhoramento genético e interpretação de sumários, a importância de ter um objetivo de produção, preparação e manejo de pastos para a seca, correção de solo, reforma de pastagens e gestão de pessoas.

“A gente faz muitos treinamentos dentro da fazenda, só que não tem a amplitude de informações que tem em um curso como esse”, afirma Caio Baccarat, proprietário da Fazenda Guanabara. Caio veio participar do curso juntamente com mais 14 colaboradores da fazenda, que fica em Paranapoema no Paraná. “Aqui você consegue concentrar um volume de informações de diferentes lugares e experiências profissionais e atingir seus funcionários com esse conhecimento. Uma oportunidade dessas é fundamental. Tem que existir e temos que participar”, completa.

O curso recebeu participantes de 11 estados brasileiros e até de outros países, como foi o caso do Gerente da Fazenda Sinuelo no Paraguai, Willian Oliveira. Filho de brasileiros, mas, nascido no Paraguai, Willian fez a inscrição no curso assim que teve conhecimento e imediatamente chamou o patrão para participar, “Quando a gente fala alguma coisa para o patrão é uma coisa, mas quando a gente trás para um curso dessa amplitude, para ele presenciar a realidade, o resultado é outro. No Paraguai não tem cursos como esses, com tantos especialistas”, afirma Willian. A satisfação foi tanta que o patrão já fez a solicitação, “Ele já me pediu para ver quando será o próximo curso para trazermos mais pessoas da nossa equipe”. Willian ainda falou do investimento financeiro no curso, “São 1.200km de viagem até Uberaba, claro que temos o custo de estar aqui, mas, considero realmente um investimento, que vai nos trazer muitos resultados positivos lá na frente”, finaliza.

Para encerrar o encontro, os alunos acompanharam um desfile de genética com os principais touros da bateria de corte da Alta e juntamente com os técnicos, puderam aprender na prática, com alguns estudos de caso, identificar os melhores touros para cada sistema de produção apresentado com o uso do plano genético.

“Encontros como esse favorecem muito a dinâmica do conhecimento. Aqui nós conseguimos transferir a bagagem que nós temos nas pesquisas para o conhecimento aplicado, realmente na prática. Aí que vemos a importância real do conhecimento”, afirma Moacir Corsi, integrante do seleto grupo de professores do curso.

Ao final do encontro todos os participantes receberam certificado desta primeira etapa. O segundo módulo do curso está marcado para os dias 16 a 18 de agosto de 2018. Para mais informações, basta enviar um e-mail para: lourenco.sena@altagenetics.com



Programas